Biblioteca


Download
The Macintosh Way

O primeiro livro de Guy Kawasaki foi escrito após a sua saída da Apple, onde tinha trabalhado na Macintosh Division, e tem o subtítulo de “a arte da gestão de guerrilha”.
O foco da obra está na gestão e no marketing mas tem como pano de fundo o desenvolvimento e a criação do Macintosh. Arrumado em três secções – intituladas “História”, “Fazer o que está certo” e “Fazer as coisas bem” -, cada uma integra vários capítulos, desde o inicial “First Blood” até ao último e brevíssimo “Sayonara”.
A pequena introdução é da autoria de Jean-Louis Gassée, que saiu do seu cargo executivo da Apple em 1990.
Está agora disponível online após Kawasaki ter obtido os direitos sobre a obra entretanto esgotada na versão em papel.

Download
How Humans Judge Machines

O ser humano reage da mesma forma a acções ou erros cometidos em diferentes situações por máquinas da mesma forma que o faz para os seus semelhantes?
Analisando o potencial da “criatividade algorítmica”, os enviesamentos a favor e contra as máquinas e a inteligência artificial, os resultados de experiências sobre dados pessoais e a privacidade dos dados, sem contornar o inevitável debate sobre a precarização laboral, os autores questionam as consequências éticas da IA mas também se “podemos julgar as máquinas injustamente”.

Download
The Past Web: Exploring Web Archives

Para quem se interessa pela preservação da Web, esta obra está disponível em acesso gratuito até Março de 22 na b-On (para instituições académicas) ou uma versão pré-impressa em Green Open Access.
Ela “oferece exemplos inspiradores para arquivistas da Web, levanta novos desafios e partilha resultados de investigação recente sobre métodos de acesso para explorar informações do passado preservadas pelos arquivos da Web”, como se explica na sua apresentação.
Daniel Gomes, responsável do Arquivo.pt, liderou a equipa de mais três editores que analisaram os textos de 40 autores especialistas no tema.

Download
I Must Not Tell Lies: desinformação e teorias da conspiração

“[H]istoricamente, não vivemos numa era de teorias da conspiração”, explica-se nesta obra, e “não só a percentagem de crentes destas teorias diminuiu em grande escala” como “há muitos poucos indícios de que as teorias da conspiração se tenham realmente tornado mais populares nos últimos meses”, apesar dos seus defensores se mostrarem mais radicais e marcarem presença nos media e redes sociais.
Para conseguirem audiências, estas plataformas de disseminação facilitam que qualquer “idiota da aldeia” possa declarar aos seus seguidores que a Terra é plana ou que as vacinas têm microprocessadores. Se as palavras ficassem em ambiente fechado, estas crenças seriam discutidas no grupo familiar e de amigos.
“Era assim que as coisas funcionavam antes da media social – olhava-se em redor e era-se avaliado pelo que as outras pessoas pensavam. É claro que às vezes há divergências, mas em geral as pessoas tendem a não se extremar totalmente por conta própria”.
A Internet e os media salvaram estes “idiotas” porque “qualquer crença, por mais absurda que seja, será apoiada online por alguém”. E isto quando, nomeadamente na actual pandemia, “pessoas com níveis de conhecimento mais baixos tendem a exagerar o quanto sabem”.
E é neste estranho contexto que “os conspiradores são sempre vencedores” porque, ao tentar desmontar os seus argumentos, reforça-se a ideia de validade da própria teoria da conspiração por um alegado interesse em encobrir “a verdade”. O que fazer, então?

Patrocínio


Download
The CRPG Book

Os “computer role-playing games” (CRPG) têm acompanhado a evolução da informática e das novidades gráficas digitais desde os anos 70, como se comprova neste “projecto” de Felipe Pepe, que contou com a colaboração de mais de uma centena de voluntários.
O “The CRPG Book: A Guide to Computer Role-Playing Games” tem mais de 500 páginas e cobre os lançamentos e o percurso deste enorme segmento dos videojogos desde a década de 70 do século passado até 2015, usando fichas individuais de análise de cada jogo e capítulos mais genéricos.
Em paralelo, e desde o seu lançamento original em Fevereiro de 2018, tem tido algumas actualizações regulares, a serem incluídas numa edição posterior que não deverá surgir este ano, segundo o editor.
Essa versão terá análises a novos jogos e a outros mais antigos mas não incorporados na edição anterior, um artigo sobre a história dos MUDs e dos MMORPGs, bem como uma análise a lançamentos noutros países como a França ou a China.

Download
Artist and Computer

35 artistas analisam a utilização do computador como forma de arte neste “Artist and Computer”.
Esta capacidade de usar os computadores para realizar uma visão artística sobrepõe-se às suposições ou “crença ingénua de que os computadores tomarão o lugar dos artistas humanos”, antecipando um “Leonardo da arte por computador” que “seria cientista, programador, humanista e artista – a verdadeira pessoa universal”, escreve a responsável da edição, Ruth Leavitt.
Tanto o público como os artistas “foram condicionados a reagir negativamente aos computadores. O artista não iniciado pergunta: o que pode essa máquina fazer por mim? Na verdade, a questão deveria ser: o que posso fazer com esta máquina?”
O resultado está nas dezenas de desenhos que acompanham a análise destas questões, realizados quando o “estado desta arte” ainda dava os primeiros passos.

Download
Arcology: The City in the Image of Man

A principal mensagem desta obra parece clara: “é sobre miniaturização”. Na realidade, quando o debate sobre o futuro das cidades está cada vez mais presente na civilização, é sobre “arcologia“, a fusão entre arquitectura e ecologia.
Mas porque deve ser lido? A resposta é dada no prefácio de Peter Blake: “porque é a melhor maneira de obter acesso a algumas ideias notáveis – ideias que desafiarão quase tudo que todos nós fazemos, dia após dia. Soleri diz que ‘a distinção fundamental entre a cidade e o formigueiro’ será ‘não apenas cérebros por pontuação, mas também mentes por pontuação”. Este livro é obra de uma mente extraordinária. Penso [no arquitecto futurista] Antonio Sant’Elia, que – tanto quanto sei – nunca construiu nada, mas cujos desenhos de ‘cidades ideais’ moldaram profundamente todas as cidades modernas do mundo.
De qualquer forma, não vi um livro sobre arquitectura e design urbano, recentemente, que me incomodasse tanto quanto este”.

Download
Registentes: os primeiros domínios .pt

O primeiro registo de um domínio na Internet em Portugal foi efectuado há 30 anos. Seis anos antes, tinha sido realizado o primeiro registo de sempre por uma empresa norte-americana que não sobreviveu à fama mas cujo domínio perdurou e alberga agora um Internet History Museum.
Nesta obra, vamos saber o que é um domínio na Internet, a história do sistema de nomes de domínio (DNS) em Portugal, quais foram os primeiros 25 domínios registados em Portugal e nos EUA, e também as transacções mais caras para adquirir nomes valiosos no espaço online.
Por fim, uma explicação sobre como a Web se está a expandir e a encolher. Como dizem os autores dessa análise, “vimos uma consolidação dramática da atenção num grupo cada vez menor (mas cada vez mais dominante) de organizações online.
Assim, embora ainda haja um crescimento nas funções, recursos e aplicações oferecidos na Web, o número de entidades que fornecem essas funções está a diminuir” .

Patrocínio


Download
Falando sobre ataques online e trolls

Este pequeno mas útil guia para criadores de conteúdos online lida com os ataques a utilizadores individuais ou grupos pelos chamados “trolls”.
Estes ataques “desestabilizam o debate público” e, muitas vezes, envolvem “grupos historicamente subalternizados, como mulheres, negros, pessoas com deficiência e LGBTQIA+, que são mais vulneráveis a essas violências, sendo mais visados e também sofrendo ataques que podem se tornar mais graves”.
A comunicação social, os influenciadores e os produtores de conteúdos nas redes sociais estão mais expostos a este tipo de ataques que, em grande parte, visa as jornalistas. Os autores chamam a atenção para que “a forma como jornalistas e influenciadores reagem, respondem e reportam ataques online é central para minimizar danos e evitar a amplificação de narrativas violentas e extremistas ou de comportamentos ‘trolls’”.
O guia oferece conhecimento, estratégias e ferramentas para se poderem tomar decisões responsáveis, bem como meios de preservar informação que possa ser usada para denúncias formais junto das autoridades.

Download
EDRi-gram 300 – Digital rights news from 2025

Como é que em 2015 se antecipavam os desafios da privacidade a enfrentar em 2025?
Passámos à pouco a primeira metade dessa década e “as ameaças futuras e as oportunidades para os direitos civis digitais” continuam a ser muito semelhantes àquilo que os 16 autores desta obra anteciparam.
Em pequenos textos, o livro da organização de direitos digitais EDRi analisa esses desafios que, na sua grande maioria, continuam actuais.

Download
The Cyphernomicon: Cypherpunks, FAQ and More

Este documento de defesa da criptografia foi escrito em 1994 por Tim May, um dos nomes maiores da chamada “cripto-anarquia” em defesa do uso generalizado da criptografia por todos os cidadãos, sem interferência do Estado.
Isto ocorreu numa época em que a criptografia era um material sensível, classificada como de uso restrito, como se fosse material de guerra, e com as autoridades a não pensarem atenuar essa classificação.
Num modelo de FAQ, May tenta demonstrar a possibilidade de defesa da privacidade na Internet através destas ferramentas tecnológicas.
O documento foi enviado por May para a “mailing list” electrónica dos Cypherpunks, de discussão sobre “a criptografia e os seus efeitos na sociedade”, e inclui ainda o texto anterior, de 1992, “The Crypto Anarchist Manifesto”.

Download
From Smart to Linking Cities

O mundo urbano está cheio de questões, muitas mais do que respostas. Por exemplo, “durante 25 anos falámos de ‘smart cities’. Mas o que queremos dizer com ‘smart’, e isso funciona?”
Com uma dezena de exemplos em diferentes sectores, da transformação digital à educação ou da resiliência à mobilidade, abordam-se 10 cidades seleccionadas pela UNESCO este ano “como exemplos notáveis ​​de inovação urbana em 10 tópicos essenciais”.
Assim, propõe-se “como parte da solução (…), que devemos ir além da Smart City para um novo modelo de Linking City, uma cidade holística onde as tecnologias criam vínculos interactivos entre todas as partes interessadas sociais, económicas e culturais”.
É um contributo a ler sabendo-se que “dois terços da humanidade viverá em cidades em 2050. Como podemos tornar essas cidades mais resistentes a desafios e desastres futuros”?

Download
Ageing with Smartphones in Urban Italy

Como é a experiência de envelhecer no meio de muitos tipos de mudança num bairro de Milão (conhecido por ‘NoLo’), nomeadamente com o uso de espaços digitais em que o smartphone se impõe? A resposta não vincula apenas aquela região, como explica este livro, um dos três já publicados pelo projecto Anthropology of Smartphones and Smart Ageing (ASSA ou Antropologia de Smartphones e Envelhecimento Inteligente).
Ele acompanha as vivências de algumas pessoas nessa mistura de contextos urbanos e digitais e explica como “o smartphone é um instrumento fundamental para fomentar formas de participação social, mas também se apresenta na modulação da mesma, permitindo ajustar a sua ‘disponibilidade social’. Por meio dele, diferentes pessoas ganharam exposição a novas maneiras de aceder e partilhar informações sobre hobbies e actividades, saúde e cuidados, experiências geracionais e estruturas de crenças e sistemas morais. A convergência de todos os temas centrais do livro leva à conconclusão de que envelhecer com smartphones neste contexto urbano e digital contemporâneo na Itália é viver não apenas com ambiguidade e contradição, mas também com esperança e possibilidade, à medida que as pessoas desenvolvem capacidades e curiosidades sobre um mundo em mudança, personalidades em mutação e se alteram as relações com os outros”.

Download
Addressing Impediments to Digital Trade

Conhecer os desafios ou as recompensas de uma política internacional sólida na área da regulação e comércio digital envolvem um equilíbrio de interesses que, actualmente, passam pela recolha de informações sobre as políticas que afectam o comércio digital, referem os editores deste livro do Centre for Economic Policy Research.
A digitalização está a alterar rapidamente o mundo, “as normas sociais, as estruturas sociais, a política, as artes, como e onde trabalhamos, como as empresas interagem umas com as outras, a produtividade, na verdade quase tudo o que se possa imaginar”. E “nenhum governo se tem sentido totalmente confortável com a formulação de políticas nesta área”.

Download
Foundations of Information

Amy J. Ko é professora de informática na University of Washington (Seattle) e explica o porquê da criação dos 18 capítulos deste livro dedicado a várias vertentes da informação: “Durante vários anos, tenho ministrado um curso introdutório aos fundamentos intelectuais da informação, que examina as muitas ideias e campos que têm algo a dizer sobre a informação. Incapaz de encontrar um texto introdutório, escrevi este livro como uma porta de entrada para os tópicos do curso, fornecendo uma ampla visão geral dos principais tópicos de informação e links para pesquisas mais profundas e literatura popular. Ao contrário de um livro tradicional, este mudará, evoluindo à medida que o meu e o nosso conhecimento colectivo sobre informações aumentar”.

Download
Le guide d’éco-conception de services numériques

É possível, seguindo algumas boas práticas de design, conceber uma presença digital com um registo ambiental reduzido. Esta é a principal mensagem de um guia que, para tal, aborda questões da eco-concepção digital em termos de accessibilidade, da economia da atenção ou da diversidade, sem descurar a boa experiência para o utilizador.
O trabalho procura demonstrar como é possível ter um menor impacto ambiental num serviço eco-concebido, usando diversas ferramentas e boas práticas para os criadores de sites Web. Algumas são apresentadas na obra que, por isso, se assume como uma lista não exaustiva e em constante actualização.

Download
The End of Ownership

Quando compra um livro na livraria, ele é seu e “pode levá-lo para casa, rabiscar nas margens, colocar na prateleira, emprestá-lo a um amigo, vendê-lo”. Mas na versão digital, os livros deixam de ser seus e “o fornecedor do e-book pode apagá-lo do seu dispositivo sem aviso ou explicação.
Perzanowski e Schultz “exploram como as noções de propriedade mudaram no mercado digital. Apesar dos benefícios de livros na cloud ou obras em streaming, os consumidores devem também entender as respectivas restrições.
“Se somos os proprietários das nossas compras, somos livres para fazer o uso legal que quisermos”, julgam muitos mas isso não é verdade no mundo online.

Download
The Data Journalism Handbook

Esta obra “fornece uma introdução rica e panorâmica ao jornalismo de dados, combinando reflexão crítica e visão prática”, diz-se na sua apresentação. “Oferece uma colecção diversa de perspectivas sobre como o jornalismo de dados é feito em todo o mundo e as consequências mais amplas da ‘datafication’ nas notícias, servindo como um livro-texto e um livro-fonte para este campo emergente.

Download
O Estado da Internet 2021

Das conferências obscuras em salões de hotéis na década de 1970 aos problemas actuais, a Internet está a re-inventar-se para ser omnipresente. As questões que daí resultam passam pela infra-estrutura para ligar os milhões de pessoas ainda sem acesso online (as carteiras digitais e as redes móveis podem ser um trunfo) às novas soluções para uma gestão segura dos dados pessoais e da privacidade.
Na tentativa de reganhar a governança, face à sua escandalosa ausência, deve-se desfinanciar as empresas e apostar nos fundos comunitários? E perante a enorme desinformação com impactos individuais e sociais, deve a moderação de conteúdos nas plataformas ser entregue a bibliotecários?
Antes de decretar a morte do online, e mostrar como pode servir de serviço fúnebre, um olhar para o panorama mediático norte-americano ajuda a contextualizar os referidos problemas de crescimento. E estas são algumas marcas do estado da Internet em 2021.

Patrocínio


Download
Regulação de Combate à Desinformação

Este pequeno trabalho aborda as tentativas em oito instâncias internacionais de criação de regras e práticas para diminuir os efeitos das campanhas de desinformação.
Analisam-se os casos da Alemanha, Canadá, França, Índia e Singapura com propostas já legisladas, o código de práticas da União Europeia e as iniciativas no Brasil e no Reino Unido.
Na segunda parte, procuram-se “destacar aspectos transversais que ajudem a identificar as tensões de cada proposta em relação a direitos fundamentais como liberdade de expressão e privacidade”.
Finalmente, tem-se em consideração “as questões ausentes nos textos regulatórios, mas que deveriam ser considerados no contexto de combate à desinformação”.

Download
A Mathematical Theory of Cryptography

Claude E. Shannon definiu e provou a possibilidade de um “segredo perfeito” em “A Mathematical Theory of Cryptography”, escrito em 1945.
Três anos depois, publicou “A Mathematical Theory of Communication”, obra que é tida como “a fundação da moderna teoria da informação”.
Em 1949, editou “Communication Theory of Secrecy Systems”, onde relaciona os dois campos – criptografia e teoria da informação – e que “deve ser visto como a fundação da moderna criptografia”.
Os três documentos estão disponíveis para download.

Download
The Cartoon Introduction to Digital Ethics

Esta edição do European Data Protection Supervisor (EDPS) é uma apresentação visual que facilita esclarecer junto de todas as idades o conceito de ética digital.
Disponível para leitura em versão Web ou para smartphone, ela foi concretizada pelo cartoonista, animador e designer gráfico Grady Klein para um texto do economista Yoram Bauman.
As mensagens são muito claras (“é mais fácil imaginar uma sociedade próspera com ética mas sem leis do que uma com leis mas sem ética”, por exemplo), adaptadas ao mundo digital e às promessas e riscos (individuais e sociais) da nova economia. Em resumo, explicam, um melhor futuro terá de passar pelo hardware, software e também moralware.

Download
Statactivisme – Comment lutter avec des nombres

Se “as estatísticas nos governam” e “a quantificação tem muitas vezes um papel de primeiro plano para produzir ‘a autoridade dos factos’”, pode-se então usar estas constatações para “atacar” quem as usa, de forma militante. E assim “fazer da estatística, instrumento da governação dos grandes números, uma arma crítica”.
Este activismo pelas estatísticas (“statactivisme”) está na base dos vários artigos desta obra.

Download
The Engineer – Follow Elon Musk on a journey from South Africa to Mars

“Este é um livro sobre o início de uma jornada”, a de Elon Musk. E a “sua jornada inclui tudo, desde as aventuras de Winston Churchill nas colónias britânicas até carros desportivos demolidos. De casamentos fracassados a cientistas alemães que escaparam do Exército Vermelho. Da indústria do petróleo ao festival Burning Man”, refere o autor nesta obra que acompanha os primeiros anos do empreendedor Musk.
Apreciado ou odiado, “há uma grande probabilidade de que o Serviço Secreto de Inteligência Britânico tenha um ficheiro sobre ele”. Goste-se ou não da pessoa, ele fundou empresas com tecnologias inovadoras e “isso é exactamente o que o nosso mundo precisa”.

Download
Tecnologias de Informação e Comunicação na gestão urbana

O aumento das capacidades de processamento dos dados permitiu uma redução dos seus custos, acompanhando o desenvolvimento da infra-estrutura da Internet. O impacto sentido na sociedade “tem levado à reconfiguração de diversos sectores económicos, bem como da gestão pública, em geral, e da gestão das cidades, em particular”.
É nesse sentido que esta “publicação aborda os desafios e as oportunidades relacionados à implementação de soluções que tornam as cidades ‘inteligentes’ e sustentáveis”, através de exemplos de iniciativas de cidades inteligentes da América Latina e Caraíbas ou da ligação entre governo electrónico e cidades inteligentes, finalizando com recomendações para políticas públicas.

Download
Computer Graphics from scratch

“A computação gráfica é um tópico fascinante”, explica Gabriel. “Como se passa de alguns algoritmos e alguns dados geométricos para os efeitos especiais de filmes como Star Wars e The Avengers, filmes animados como Toy Story e Frozen ou os gráficos de videojogos populares como Fortnite ou Call of Duty?
A computação gráfica também é um tópico assustadoramente amplo: da renderização de cenas 3D à criação de filtros de imagem, da tipografia digital à simulação de sistemas de partículas, há uma infinidade de disciplinas que podem ser consideradas como parte da computação gráfica. Um livro não pode esperar cobrir todos estes assuntos; seria necessária uma biblioteca. Este livro concentra-se exclusivamente no tópico da renderização de cenas 3D”.

Download
World After Capital

É possível alterar o panorama de um mundo de escassez. Com a evolução transumanista e neo-humanista, com a engenharia genética e a inteligência artificial, é possível uma combinação entre liberdades e valores humanistas para “navegar de forma segura da Era Industrial para a Era do Conhecimento”.
Apesar de algum pessimismo, apela-se à urgência de acelerar o processo para se aproveitarem das oportunidades da automação, as viagens espaciais, a eliminação das doenças à abundância de capital.

Download
Manufacturing Consent

Disponibilizado nesta tradução (“Los guardianes de la libertad. Propaganda, desinformación y consenso en los medios de comunicación”), trata-se de uma obra em que os autores procuraram “esboçar um ‘modelo de propaganda’ e aplicá-lo à actuação dos meios de comunicação” norte-americanos.
Segundo eles, os media nos EUA são “instituições ideológicas”, com uma “função de propaganda suportada pelo sistema”, sustentada pelas forças do mercado e uma auto-censura.

Download
The Hacker Crackdown – Law and Disorder on the Electronic Frontier

Este livro histórico tem quase 30 anos e ajuda a enquadrar como se chegou à actualidade do tema hacking, de forma genérica. É “um livro sobre a fronteira electrónica nos 1990s” e “a história das pessoas do ciberespaço”.
A última frase do livro define bem o ambiente no início daquela década: “It is the End of the Amateurs”.

Download
Social Media and Democracy

A preocupação generalizada sobre os efeitos dos media sociais na democracia levou a uma explosão na investigação em diferentes disciplinas e sectores da academia.
Capítulos pelos principais estudiosos cobrem os grandes tópicos – da desinformação ao discurso de ódio e à propaganda política – e situam os desenvolvimentos recentes no contexto das questões políticas fundamentais.
Além disso, o livro examina as propostas de reforma existentes para abordar as ameaças amplamente percebidas que os media sociais representam para a democracia.

Download
Tendências 2021

Antecipar o futuro é um exercício arriscado e, por isso, “esta publicação não se focou no capítulo das previsões mas nas tendências a muito curto prazo. Tendo por base o que se conhece actualmente no âmbito científico e tecnológico e do direito e das artes, é possível antever linhas de intervenção para 2021”.
Aliás, olhando para o potencial dos seus efeitos posteriores, parece que o século XXI apenas começou em 2020, quando se tornou óbvia a impossibilidade de antecipar o inesperado, com todas as suas consequências. Ficou uma certeza: só a disrupção é real.

Patrocínio


Download
An Introduction to Ethics in Robotics and AI

Uma introdução “às fundações da inteligência artificial e da ética”, também na robótica.
O livro aborda questões de confiança, responsabilidade, privacidade, risco ou aspectos psicológicos da IA, de uma forma acessível para um público leigo.
Finaliza com áreas de aplicação da IA, nomeadamente com os veículos autónomos.

Download
The Debunking Handbook 2020

Relatório sobre o estado actual da ciência da desinformação e da sua desmistificação, foi escrito por uma equipa de 22 investigadores da área da desinformação.
Trata-se de uma actualização da versão original publicada em 2011.
Serve como manual para “cidadãos empenhados, legisladores, jornalistas e outros profissionais” interessados nesta área, reflectindo um consenso sobre como combater a desinformação.

Download
Artificial Intelligence

“A inteligência artificial (IA) tenderá a transformar o trabalho e a sociedade em geral. Este trabalho endereça as possibilidades e os desafios da IA, alertando para o que pode ser feito ao nível político.
Rejeitando a distopia normalmente associada à IA na robótica, questiona-se se ela caminhará para um “capitalismo da vigilância” ou como ajuda laboral para os trabalhadores.
Enviesamentos de género e racistas, questões de privacidade e liberdades civis e a necessária educação são igualmente abordadas.

Download
The Critical Makers Reader: (Un)learning Technology

“Há uma década, muitos entusiasmaram-se com as possibilidades das impressoras 3D e outras tecnologias de DIY. Hoje, os fabricantes estão cada vez mais a atenuar o seu entusiasmo cego inicial para controlar tudo numericamente, redescobrindo um interesse em histórias e futuros sócio-culturais e despertando para as implicações ambientais e económicas das máquinas digitais que transformam materiais. Uma acumulação de críticas registou colectivamente que nenhuma ferramenta, serviço ou software é bom, mau ou neutro – ou mesmo gratuito, aliás. Chegamos a uma encruzilhada, onde uma pausa reflexiva coincide com novas iniciativas críticas emergentes em todas as disciplinas”, escreve-se na apresentação deste livro.
“O que era fazer? O que é fazer? No que se pode tornar? E quanto ao desfazer?” As questões de “The Critical Makers Reader” são respondidas por diversos profissionais e académicos, de diferentes áreas disciplinares.

Download
Jornalismo, fake news & desinformação

Um manual para a educação e formação em jornalismo quer dar a professores e estudantes de jornalismo uma estrutura com lições para ajudar a navegar pelos temas normalmente associados às “fake news”.
No entanto, apesar de poder servir como manual para um curso, a estrutura em módulos pode ser de interesse para um público generalista.
Até porque, como explica a obra, as “fake news” são actualmente “muito mais do que um rótulo para informações falsas e enganosas, disfarçadas e divulgadas como notícias. Tornou-se um termo emocional, armado para debilitar e depreciar o jornalismo. Por essa razão, os termos informação incorreta, desinformação e ‘desordem informacional’ (…) são preferidos”.

Download
The Conspiracy Theory Handbook

A menos de duas semanas das eleições norte-americanas, as teorias da conspiração sobre os seus resultados ou sobre os candidatos têm-se disseminado. O grande problema é que elas “prejudicam a sociedade de diferentes formas. A exposição a estas teorias diminui, por exemplo, a intenção das pessoas de se empenharem na política ou de reduzirem a sua pegada de carbono”.
Para minimizar esse tipo de danos, este “Manual das Teorias da Conspiração” ajuda a entender a razão dessas teorias serem tão populares, bem como identifica “os sinais do pensamento conspiratório, além de apresentar uma lista de estratégias efectivas de desmistificação”.

Download
Privacidad, transparencia y éticas renovadas

“A privacidade é uma invenção humana, uma construção social, e mudou muito rapidamente nos últimos anos, graças às transformações culturais derivadas dos avanços tecnológicos. A comunidade académica acompanha estas transformações, tratando de documentar tanto a erosão do conceito como a adesão complacente das pessoas comuns em abdicar dos seus círculos mais íntimos”, escreve-se num livro que reúne textos do Simpósio Privacidad, Transparencia y Éticas Renovadas.

Download
E se…? Cenários para 2021. Futuros para 2024

E se, no próximo ano, um submarino estrangeiro fosse atacado em território da União Europeia ou um país criasse de propósito resíduos espaciais para afectar as nações mais tecnológicas? Ou se o Sol pudesse levar a uma ciberguerra? E poderá o futebol ser o rastilho para desencadear uma nova Primavera Árabe?
Em 2024, poderá a Europa estabelecer os meios para ter a primeira cibermissão civil ou criar uma plataforma social/de notícias capaz de agregar os europeus e diminuir a desinformação?
Estes são alguns dos cenários elaborados pelo European Union Institute for Security Studies (EUISS), num exercício de previsão em que se viaja “para o futuro a fim de ver o que podemos mudar hoje para evitar que esses eventos se tornem realidade ou para nos preparar para o seu impacto”.
Como explica o EUISS, “na ausência de exercícios como este, a ficção científica e os pessimistas manterão o monopólio sobre as visões do futuro”.

Patrocínio

Download
Introduction to Computer Graphics

Este é um título mais técnico do que normalmente se disponibiliza nesta biblioteca. A razão é tratar-se de uma obra que explica os fundamentos da computação gráfica e da sua programação.
Idealizado para o ensino, o livro integra demonstrações interactivas que podem funcionar nas versões mais recentes dos principais browsers em computador, bem como em smartphones.

Download
Self Data Cities, the Playbook

“Em contextos urbanos onde os serviços baseados em dados pessoais são numerosos e, ainda assim, as cidades e os cidadãos obtêm pouco valor deles, uma abordagem de Self Data pode muito bem servir para alterar isto – não apenas porque visa proteger a privacidade das pessoas, embora isso seja crucial, mas principalmente porque é sustentada por dar mais poder individual e colectivo pelo uso de dados”.
Desde 2011 que a Fing trabalha com a Self Data. No ano passado, envolveu-se em projectos em Nantes Métropole (transição energética), La Rochelle (mobilidade sustentável) e Grande Lyon (bem-estar social).
Este livro é um relato das diferentes experiências e uma partilha dos métodos usados.

Download
Your guide to Digital Defenders vs. Data Intruders – Privacy for kids!

No regresso à escola, as crianças podem aprender mais sobre a privacidade e as escolhas seguras a fazer no uso das tecnologias de comunicação.
Este pequeno livro “ajuda-as a fazer escolhas mais seguras e informadas sobre o que partilhar e como o fazer online”, bem como a usar de forma segura os sistemas de mensagens ou a melhorar a segurança dos smartphones, refere a EDRi.
Esta organização de direitos digitais e autora da obra disponibilizou-a com uma licença CC, pelo que é possível traduzi-la sem quaisquer custos.

Download
A desinformação na pandemia

A actual infodemia foi ocupada pela desinformação, mentiras perigosas que podem matar. São uma tempestade perfeita, uma pandemia paralela.
Neste livro, fique ainda a conhecer como foram os primeiros dias do “pandemónio da pandemia” – um semestre, na realidade -, os resultados da falta de uma “informação autoritária” e de autoridades credíveis que cederam espaço ao triunfo das teorias da conspiração.
Finalmente, uma questão que se impõe: e o que aconteceu em Portugal?

Patrocínio

Download
State of Hate 2020

Este documento actualiza a ameaça da extrema direita na Grã-Bretanha, revelando como há razões para ter esperança mas, infelizmente, também muitos receios. “A face do ódio mudou e, sem dúvida, mudará novamente no futuro”, escreve-se.
É um contributo sustentado por várias edições e acompanhamento destes movimentos, que poderá ajudar no debate nacional porque “a extrema direita é uma ameaça globalizada”.

Download
Mediactive

Dan Gillmor quer “actualizar-nos” para “que incentivemos os media a darem melhor informação para nos ajudarem a aprender a exigir melhor informação. E ele quer que participemos como criadores”, a caminho de uma maior literacia mediática.

Download
The State of Open Data: Histories and Horizons

Como é que as “iniciativas de dados abertos responderão às novas preocupações sobre privacidade, inclusão e inteligência artificial? E o que podemos aprender da última década para gerar impacto onde ele é mais necessário”?

Download
The Virtual Community

A partir da WELL, Howard Rheingold descobriu a Usenet, as subculturas dos MUDs e dos canais de IRC, as BBSs, “mailing lists” e “e-journals”. Na realidade, “webs de relações pessoais no ciberespaço” – como as redes sociais actuais.

Download
The Oxygen of Amplification: Better Practices for Reporting on Extremists, Antagonists, and Manipulators Online

Saber mais dos “trolls” da Internet, das teorias da conspiração ou das redes de nacionalistas brancos durante e após as eleições presidenciais norte-americanas de 2016 é o objectivo desta obra, que vale uma leitura antes das eleições marcadas para Novembro próximo nos EUA.

Download
Tools for Thought: The History and Future of Mind-expanding Technology

Este “exercício em futurismo retrospectivo” de Howard Rheingold tentou mostrar como seriam os anos 1990 e serve para repor a “história real” de jovens – como Steve Jobs – que alegavam criar indústrias tecnológicas nas garagens de Silicon Valley. Isto porque “não se pode entender para onde vai a tecnologia amplificadora da mente sem entender de onde ela vem”, como escreve Rheingold.

Download
The Future of the Internet – And How to Stop It

“Não conheço nenhum livro que fale mais poderosa e directamente sobre as questões mais importantes que o futuro da Internet enfrenta. Não consigo imaginar um livro que falasse com todos de forma mais clara e simples. Não é preciso saber nada sobre computadores ou a Internet para ser inspirado por este livro. Precisamos muito mais do que especialistas em computadores e Internet para a preservar”.

Download
Twitter for Scientists

“O Twitter pode oferecer oportunidades extraordinárias para os cientistas, independentemente da sua antiguidade, mentoria ou instituição. Ao contribuir activamente para o Twitter, mantive-me actualizado com os métodos emergentes, abriram-se várias portas para colaborações de investigação e fui apresentado a uma comunidade solidária de cientistas com ideias semelhantes. Mais importante, tive um ‘feedback’ valioso sobre o meu trabalho e pude partilhar a minha investigação com pessoas que de outra forma não a teriam visto. De facto, se não fosse o Twitter, acho que não estaria na academia”, explica o autor.

Economics in the Age of COVID-19
Download

Economics in the Age of COVID-19Este “guia para a economia pandémica”, uma “leitura essencial sobre as implicações a longo prazo da nossa crise actual”, é da autoria do economista Joshua Gans, em participação colaborativa. Ele “afasta-se do caos a curto prazo para ter uma visão clara e sistemática de como as escolhas económicas estão a ser feitas em resposta ao COVID-19”. Gans “mostra que conter o vírus e suspender a economia – sem deixar as empresas falir e as pessoas perderem o emprego – são os primeiros passos necessários”.

  


Download

EFF’s Guide to Digital Rights During the PandemicAbordagens aos direitos digitais numa pandemia apontados pela Electronic Frontier Foundation num livro em cinco secções: Vigilância, Liberdade de Expressão, Transparência Governamental, Inovação e Viver Mais Online.

  

ContentMarketingHandbook
Download

The Content Marketing Handbook“O livro é sobre três coisas. Como criar conteúdo. Como disseminar conteúdo. E como fazer isso se não se tem muitos recursos. Baseia-se inteiramente na nossa experiência na Priceonomics”.

  

imagem-4
Download

O Estado da Internet 2020Este livro analisa casos de fronteira do que é feito com os dados. Para o bem ou para o mal, o seu crescimento tem sido monumental. Mas, entre a evolução técnica e a governação da Internet, como se chegou aqui?


Patrocínio