A evolução das “deepfakes” até à lei

O receio do uso das "deepfakes" em eleições é real e não deve ser menosprezado. Quanto à sua generalização, a tendência é mais difícil de antecipar, devido ao ainda elevado preço, software de difícil uso e conhecimento tecnológico necessários. As "deepfakes" generalizaram-ser a partir de 2017 e o temor do seu aproveitamento político foi essencial… Continue reading A evolução das “deepfakes” até à lei

Pseudonimização para RGPD

O conceito de pseudonimização vulgarizou-se com a introdução do Regulamento Geral sobre a Protecção de Dados (RGPD). Trata-se do "processamento de dados pessoais de tal forma que os dados pessoais não podem ser atribuídos a um titular específico de dados sem o uso de informação adicional, desde que essa informação adicional seja mantida separada e… Continue reading Pseudonimização para RGPD

Ética cresce na IA mas também o seu uso social desordenado

Apesar do seu quadro de referência ético estar em crescimento, o mesmo sucede com a inteligência artificial (IA) em "domínios de considerável significância social - na saúde, educação, emprego, justiça criminal e muitos outros - sem apropriadas salvaguardas ou estruturas de prestação de contas a funcionar", referem as conclusões do "AI Now 2019 Report" do… Continue reading Ética cresce na IA mas também o seu uso social desordenado

Direitos do reconhecimento facial pelas autoridades

A utilização da tecnologia de reconhecimento facial afecta um conjunto de direitos fundamentais na Europa, revelou a Agency for Fundamental Rights (FRA). A agência da União Europeia nota como esta tecnologia se desenvolveu muito rapidamente nos últimos anos e está a ser usada por diferentes "actores". A sua utilização e impactos pelas autoridades tem tido… Continue reading Direitos do reconhecimento facial pelas autoridades

Reconhecimento facial vulnerabiliza democracias

Tem passado despercebido em Portugal mas o uso da tecnologia de reconhecimento facial está a disseminar-se em muitos país, incluindo democracias, alegando resultados de difícil comprovação, como explica um recente artigo sobre esta tecnologia. Uma das aplicações mais controversas é na identificação e registo visual de migrantes nas fronteiras. Por exemplo, isso é feito no… Continue reading Reconhecimento facial vulnerabiliza democracias

Portugal a usar reconhecimento facial

Portugal é um de apenas uma dezena de um conjunto de 25 nações europeias cujas autoridades estão a usar sistemas de reconhecimento facial. Segundo uma análise da AlgorithmWatch, pelo menos outros cinco têm planos para os introduzir nos próximos anos mas o que estes projectos têm mais "em comum é a sua falta de transparência".… Continue reading Portugal a usar reconhecimento facial

Metade da videovigilância global está na China

O número global de videocâmaras de vigilância tem aumentado de forma vincada. Em 2006, existiam 6,9 milhões destes equipamentos, valor que subiu para 106,4 milhões uma década depois, segundo a consultora IHS Markit. Actualmente, devem estar em funcionamento 770 milhões de unidades, com 54% instaladas na China. Em 2021, esse número deve ampliar-se para mais… Continue reading Metade da videovigilância global está na China