Uma pandemia de desigualdade nos EUA

A crise do coronavírus tornou os ricos ainda mais ricos: os activos dos bilionários americanos aumentaram em 434 mil milhões durante o período de confinamento. Os maiores ganhos foram registados por Jeff Bezos (Amazon), Bill Gates (Microsoft) e Mark Zuckerberg (Facebook). Enquanto estes bilionários lucram, números do final de Maio indicavam 38 milhões de pessoas a viver abaixo da linha de pobreza nacional, 28 milhões de pessoas sem seguro de saúde e 39 milhões desempregadas devido ao coronavírus.

A crise do coronavírus levou à pior crise económica da história recente: milhões de pessoas nos EUA perderam os seus empregos, enquanto restaurantes e lojas foram encerrados. Entretanto, as empresas online beneficiaram disso: o valor de mercado do Facebook aumentou 60% desde que as restrições começaram em meados de Março. A Amazon aumentou 45%, a Netflix 46% e a Apple 31%.

[A 8 de Junho, a CNBC relatava “como os americanos ricos continuavam a enriquecer, enquanto 21 milhões de americanos estavam no desemprego”. Desta forma, “a quantidade total de riqueza controlada pelos bilionários dos EUA aumentou em mais de 565 mil milhões de dólares desde o início da crise do coronavírus.]

Amazon e Facebook vencedores do confinamento
Ouro para a Amazon: o CEO Jeff Bezos tornou-se 34,6 mil milhões de dólares mais rico durante o confinamento em dois meses, um aumento de mais de 30%. Prata para o Facebook: Mark Zuckerberg ganhou 25 mil milhões. Isso representa um aumento de mais de 46%, de acordo com um relatório da organização Americans for Tax Fairness e do Institute for Policy Studies. O relatório é baseado em dados da Forbes e documenta o período de bloqueio nos EUA de 18 de Março a 19 de Maio.

Coronavírus aumenta desigualdade
Nos EUA, estes milionários cada vez mais ricos estão perante quase 39 milhões de desempregados: as grandes empresas orientadas para a tecnologia foram capazes de lucrar enormemente com a crise. Enquanto isso, a economia global e os trabalhadores estão a enfrentar a pior crise económica da história recente.

De Jeff Bezos a Bill Gates: cinco principais bilionários ganham 76 mil milhões de dólares
Durante dois meses de confinamento, os activos líquidos dos bilionários dos EUA aumentaram 15%. Só os cinco principais obtiveram ganhos de 76 mil milhões: Jeff Bezos (Amazon), Bill Gates (Microsoft), Mark Zuckerberg (Facebook), Warren Buffett (empresa de investimentos Berkshire Hathaway) e Larry Ellison (empresa de software Oracle).

Ex-mulher de Bezos ultrapassa chefe da Amazon
Neste caso, até a ex-mulher de Jeff Bezos, MacKenzie Bezos, ganhou mais do que o próprio chefe da Amazon: lucrou mais 12 mil milhões (33,6%). MacKenzie é a terceira mulher mais rica do mundo depois de receber acções da Amazon após o divórcio.

Com activos totalizando 48 mil milhões, ela está atrás da proprietária do Walmart, Alice Walton, e da herdeira da L’Oréal, Francoise Bettencourt-Meyers.

Nem todos os bilionários tiveram a mesma sorte
Os activos nos sectores de viagens, hotelaria e retalho diminuíram: Ralph Lauren, por exemplo, viu os seus activos encolherem em 100 milhões para 5,6 mil milhões; enquanto o hoteleiro John Pritzker viu os seus activos encolherem em 34 milhões para 2,56 mil milhões de dólares.

Coronavírus: cheque de estímulo 1.200 dólares para o americano “médio”
Os EUA são um país de grandes desigualdades: por um lado, vemos o aumento maciço da riqueza dos cinco mais ricos, como Bill Gates. Além disso, até 16 novos bilionários foram “coroados” – incluindo o rapper Kanye West. Por outro lado, quase 39 milhões de americanos perderam o emprego. Como sobrevive o americano médio à crise?

O Congresso dos EUA distribuiu um pacote de ajuda: foi decidido em Maio que todo o americano adulto deve receber um cheque de estímulo de 1.200 dólares. Este foi o segundo cheque do género desde o início da crise. As famílias também receberão a mesma quantia por cada um dos três primeiros filhos. O limite para o apoio é uma renda anual de 99 mil dólares.

Pandemia da desigualdade: aumento das divisões sociais
O cheque de estímulo é uma ajuda bem-vinda para a população, mas no final parece bastante insuficiente. Comparados aos europeus, os norte-americanos não beneficiam dos serviços de segurança social ou de saúde fornecidos pelo Estado. Agora que muitas pessoas perderam o emprego, elas ficaram sem nada. Assim, 1.200 dólares é apenas uma gota no oceano para muitas pessoas.

Os EUA são caracterizados por uma extrema desigualdade: os principais 10% possuem pouco menos de 64% da riqueza nacional. Quase 38 milhões de pessoas vivem abaixo da linha de pobreza nacional. Além disso, não há benefícios do estado de bem-estar social: não há seguro de saúde nem provisão básica permanente para os desempregados. A crise do coronavírus está a exacerbar massivamente esses contrastes. Mesmo antes desta crise, quase 28 milhões de pessoas no país não tinham seguro de saúde.

Doença é igual a pobreza
Apenas americanos idosos e especialmente pobres estão cobertos por programas de saúde do governo. A maioria dos funcionários obtém o seu seguro de saúde através do empregador. No entanto, para os empregos de classe de baixa renda, os empregadores geralmente não pagam esse seguro. Graças ao Obama-Care, é realmente possível efectuar um auto-seguro – mas é dito ser muito caro e fornecer apenas uma protecção desadequada.

Ainda assim, nem republicanos nem todos os democratas estão a pensar num sistema abrangente de seguro de saúde nos EUA. A proposta de Bernie Sanders de introduzir uma protecção de transição pelo menos durante a crise foi rejeitada. Na pandemia, mais milhões de cidadãos dos EUA estão a perder a sua cobertura de seguro juntamente com os seus empregos. E isso não é apenas um desastre para os doentes crónicos.

* Texto original de Mariella Edinger/Kontrast.at republicado da Scoop.me (CC BY-NC-ND 4.0). Foto: Steve Jurvetson/Flickr.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.