Streaming: “contas emprestadas” são dos pais

No total, mais de 40 milhões de contas de serviços de streaming são “emprestadas”, nomeadamente pela família, numa tendência já antes notada. Um pequeno número destes utilizadores diz pagar pelo menos por um dos serviços.

A análise consta do relatório “Subscription Mooching & Streaming Media“, da CordCutting, que inquiriu um milhar de assinantes destes serviços.

Em todos os serviços, os principais responsáveis pela partilha de acesso são os pais (cerca de 35% para cada serviço). A análise calcula a existência de 44 milhões de contas emprestadas, principalmente no caso do Netflix e da Amazon Prime Video.

Se todos pagassem pelos serviços utilizados – e tendo em consideração que não haveria desistências ao migrar para esta solução – os operadores poderiam angariar mais de 2,7 mil milhões de dólares.

90% subscreve o Netflix, seguindo-se a Amazon Prime Video e o Hulu, este a ser desafiado de muito perto pelo recente Disney+ que se está a posicionar como concorrente apelativo para os assinantes. O Hulu é o serviço mais seguido pelo segmento masculino e aquele em que mais os ex-parceiros partilham o acesso.

34% dos adultos consome apenas conteúdos de streaming, mais quatro pontos percentuais do que no ano passado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.