O tipo de visitantes de um site pode ser dividido em quatro tipos pelos seus objectivos, desde os transeuntes (“passersby”) aos superfãs, passando pelos ocasionais e os regulares.

Segundo o relatório “The Four Visitors to Your Site (and How to Hook Them)“, da consultora Atlantic 57, com os transeuntes os objectivos são de conseguir os seus cliques, mantê-los no site e mostrar-lhes mais. São importantes porque garantem 80% do tráfego – muitas vezes para aceder a conteúdos em arquivo – mas desconhecidos em termos de perfil. O inverso também ocorre, ao acederem a um site que desconhecem ou que visitam reduzidas vezes.

Semelhantes aos anteriores, os ocasionais visitam o site uma ou duas vezes por mês. Porque conhecem o site desta forma irregular, há que desenvolver práticas e levá-los para produtos formadores de hábitos como newsletters, podcasts e funcionalidades recorrentes, que mais facilmente podem gerar interesse em subscrever (e pagar) os conteúdos.

Com os regulares, “transforme o hábito em acção”, facilitando o seu caminho até à acção por eles desejada, não os desincentivando. Conhecem o site mas não pagam por ele.

No último caso, os objectivos com os superfãs passam pela sua retenção, através de benefícios como conteúdos, descontos ou acessos exclusivos. Segundo o seu perfil, “são os visitantes que fazem download da sua aplicação, assinam os seus serviços e procuram pelo seu conteúdo”. Confiam no site e a ele regressam regularmente.

A vantagem de conhecer a sua audiência é que esta “segmentação de públicos por comportamentos, em vez de tráfego, permite focar a sua estratégia e fortalecer oportunidades de crescimento”.