Entre 26 e 29 de Março passado, a McKinsey recolheu dados sobre os “sentimentos, salários, despesas e expectativas dos consumidores portugueses para o futuro”.

No inquérito “Survey: Portuguese consumer sentiment during the coronavirus crisis“, a consultora considera que “os efeitos económicos já afectaram a confiança dos consumidores na economia pós-crise”. Segundo a sua análise, “os consumidores demonstram muita inquietação quanto à extensão e profundidade do impacto económico do vírus. As famílias já estão a sentir os efeitos da crise nas suas finanças pessoais – a maioria acredita que o impacto durará mais de quatro meses e já está a começar a reduzir os seus gastos”.

Outros resultados do estudo:

A SIBS também analisou o impacto do coronavírus nos hábitos de consumo dos portugueses, mostrando os resultados aqui.