Código sobre desinformação europeia precisa de ser actualizado

O Código de Conduta da UE sobre Desinformação não contempla as medidas auto-regulatórias nem os mecanismos de escrutínio independente entretanto adoptados, defende James Pamment, da Carnegie Endowment for International Peace.

O Code of Practice on Disinformation (COP), no seu título em inglês, satisfez poucos “stakeholders” e não se impôs na “indústria, governos, academia e sociedade civil”.

O “primeiro ano de implementação do COP foi difícil” e os tempos futuros não devem ser melhores, considera Pamment, que ressalva que a sua posição não reflecte a de qualquer indústria ou governo.

Para a próxima fase do COP, ele sugere:
Work on cross-sector relationships.
Understand differences among stakeholder groups.
Focus on finding common ground.
Develop a long-term collaborative focus on impact evaluation.
Address the social media black market.

Em termos de recomendações, elas passam por
Develop a shared terminology.
Develop campaign-wide analytics for impact evaluation.
Develop an iterative consultancy process that leads to actionable evidence.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.