Trabalhar enquanto se dorme. Porque não?

Após uma curta-metragem mostrar o futuro da venda de memórias pessoais,

surge agora a ficção de ter um trabalho mental enquanto se dorme, antecipa Gavin Williams em “Sleepworking”:

Pode ajudar a perceber-se o pequeno filme saber que Williams vive no Reino Unido, um dos “piores exemplos do capitalismo responsável“, onde os negócios servem para ganhar dinheiro sem qualquer complacência social ou objectivos de resolver os problemas no mundo, como denota o relatório “Principles for Purposeful Business Published“, da The British Academy.

Matthew Lesh, do Adam Smith Institute, discorda e afirma ter sido o lucro empresarial a retirar milhões de pessoas da pobreza. A “actual encarnação do capitalismo – referido como capitalismo selvagem, capitalismo extremo ou eufemisticamente como ‘mercado livre’ (livre de quaisquer restrições)” poderia ter sido administrada por “pessoas inteligentes” que “beneficiavam dele [e] encontrariam uma maneira prática” de resolver os seus problemas. Mas “as soluções são todas enquadradas dentro de uma ideologia que torna isso extremamente improvável. Essa ideologia, neoliberalismo, é como uma religião. Quando se é um verdadeiro crente, as outras soluções são vistas como uma heresia”.

É o confronto sem hipóteses com os “Homewreckers“. Veja-se este exemplo no Canadá: entre 1980 e 2005, a produtividade laboral aumentou 37%. Se os rendimentos pessoais tivessem crescido na mesma proporção, o rendimento mediano teria sido de 56.826 dólares em 2005 e não os recebidos 41.401 dólares. “O capital levou tudo porque podia, porque ano após ano a democracia e suas restrições no ‘mercado’ eram constantemente corroídas”.

Neste capítulo, “não há divisão cultural entre a elite financeira e os pequenos usurários“. Há “apenas o capitalismo das pequenas diferenças, a escalabilidade da exploração. As operações são as mesmas”.

Da mesma forma, “a dívida é muito mais cara para os pobres do que para os ricos. Ainda no Canadá, de acordo com o Survey of Consumer Finances da Federal Reserve, para pagar quantias equivalentes de dívida, as famílias nos 20% dos rendimentos mais baixos pagam duas a três vezes mais por mês do que as famílias nos 10%” mais ricos.

Assim, vender o tempo de sono não parece uma utopia nem de saber como mas de quando…

Foto: Jacob Riis (1870)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.