Quase 43% de um milhar de trabalhadores do sector das TIC nos EUA dizem-se preocupados por poderem perder o emprego devido à sua idade e 18% afirmam pensarem nisso “todo o tempo”.

Os inquiridos pela empresa de pesquisa de emprego Indeed estavam a trabalhar há mais de 15 anos no sector quando o inquérito foi realizado, em Setembro passado.

29% afirmaram que a idade média dos empregados na sua empresa está entre os 31 e os 35 anos, enquanto 27% responderam que se situava entre os 36 e os 40 anos. Acima dos 40, eram 26%.

Apesar deste cenário, 78% dos inquiridos considera que os “trabalhadores mais antigos”, acima dos 40 anos, são “muito qualificados” e 83% afirma que têm “uma boa experiência e podem partilhar sabedoria”.

O reduzido número de respostas ao inquérito tem de ser relativizado quando existem mais de 4,4 milhões de empregos no sector das TIC nos EUA.

Mas há outras tendências que podem ser preocupantes para a indústria no futuro próximo quando, por exemplo, a maior parte das pessoas nesta indústria despedem-se por “injustiça ou maus tratos”, nomeadamente de “minorias“.

Outros problemas ocorrem com a decisão de limitar a entrada de estrangeiros nos EUA, onde o sector TIC obtinha entre 12 a 13% de autorizações, e a necessidade não cumprida de levar mais mulheres para as tecnologias.