A Communications Security Establishment (CSE), agência de espionagem do Canadá, forneceu acesso público a uma ferramenta de análise de malware, desenvolvida internamente e denominada de Assemblyline.

O objectivo é “ajudar as empresas e organizações a melhor defenderem os seus computadores e redes contra ameaças maliciosas” e, acrescenta a CBC News, trata-se da mesma ferramenta que ajuda a proteger a infra-estrutura tecnológica do governo canadiano.

O facto de ser “open source” pode ajudar a credibilizar a oferta vinda de uma entidade estatal de cibersegurança, diminuindo os temores de se poder tratar de um “laboratório de vigilância“, à semelhança de países como a China.

O Assemblyline “foi concebido para ser personalizado pelo utilizador e fornece um interface robusto para analistas de segurança”, diz a CSE, diminuindo o trabalho dos mesmos em termos de análise manual.