A detecção dos chamados “clickbaits” – ou títulos apelativos para levarem o utilizador a ler uma notícia – tem sido um “desafio”, nomeadamente no Twitter que, até há pouco tempo, apenas permitia textos de 140 caracteres.

Yiwei Zhou, da universidade inglesa de Warwick, foi o vencedor do Clickbait Challenge 2017, ao explicar como se podem treinar redes neuronais para detectar e classificar o nível desses “iscos” naquela rede social.

Ele afirma que não só o “clickbait” tem um impacto negativo nos leitores, ao desapontá-los com os resultados e o tempo gasto, mas também para os editores de notícias, minando a sua reputação. No final, o resultado é negativo para todo o ecossistema noticioso e nos media sociais.

[act.: um outro estudo apresentado para o evento, “Fishing for Clickbaits in Social Images and Texts with Linguistically-Infused Neural Network Models“, analisa marcadores de texto e linguísticos para determinar o fenómeno “clickbait”.]